AT&T tinha relação “altamente colaborativa” com a NSA

Segundo documentos obtidos pelo New York Times, a empresa de tecnologia era elogiada pela agência norte-americana por ajudar em programas de espionagem

Nova York — Documentos da Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) revelados pelo jornal New York Times revelam que a empresa de tecnologia AT&T tinha uma relação “altamente colaborativa” com o programa de espionagem norte-americano.

Segundo o jornal, que obteve os documentos por meio do ex-funcionário da NSA Edward Snowden, a agência elogiava a “extrema vontade de ajudar” da AT&T.

A reportagem diz que a cooperação da AT&T envolvia uma ampla gama de atividades e ocorreu entre 2003 e 2013. “A AT&T ajudou muito mais os centros de vigilância da NSA que sua concorrente Verizon”, diz a reportagem.

O complexo programa de espionagem da NSA foi denunciado por Snowden em 2013. Segundo os documentos revelados por ele, a agência norte-americana mantinha programas de vigilância de e-mails, telefones, mensagens de voz e qualquer outro meio de comunicação em diversas partes do mundo.

O programa também acompanhou passo a passo líderes mundiais, entre as quais a presidente Dilma Rousseff e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel.