As 10 cidades mais caras do mundo para viver

O Economist Intelligence Unit analisou 140 cidades para descobrir onde o custo de vida é maior

São Paulo – O levantamento feito pelo Economist Intelligence Unit pesquisou 140 cidades em 93 países do mundo para descobrir onde é mais caro e onde é mais barato viver.

Para chegar à lista, os pesquisadores avaliam os preços de 160 itens, desde comida e roupas até contas de água e luz e transporte. Mais de 50 mil preços são levantados e comparados para concluir onde os custos de vida são maiores. A pesquisa é atualizada duas vezes por ano.

Nesta edição, Tóquio se manteve em primeiro lugar como a cidade campeã em preços altos. Em seguida, o estudo destaca algumas cidades com um "sabor europeu", como Paris e Genebra, famosas por serem caras para os visitantes.

O crescimento acelerado dos custos na Austrália surpreende. Há dois anos, Sidney e Melbourne estavam em 32º e 38º lugares, respectivamente. Desta vez, as duas figuram no top 10.

Na outra ponta, a cidade mais barata do mundo para viver é Dhaka, em Bangladesh. Na mesma lista, estão Manila, na Filipinas, e a capital do Panamá.