Armas perigosas serão removidas em 1º de março, diz enviado

Eembaixador sírio na Rússia disse que os elementos mais perigosos do arsenal de armas químicas do presidente sírio, Bashar al-Assad, serão removidos do país

Moscou – O embaixador sírio na Rússia disse nesta terça-feira que os elementos mais perigosos do arsenal de armas químicas do presidente sírio, Bashar al-Assad, serão removidos do país até 1º de março, disse a agência de notícias Interfax.

“Grande parte das armas químicas, os estoques mais perigosos, será retirada do país até 1º de março”, disse o embaixador sírio, Riad Haddad, segundo a Interfax.

A Síria descumpriu o prazo de 31 de dezembro para remover a maioria dos agentes químicos venenosos sob um acordo fechado com a Rússia e os Estados Unidos. Damasco também descumpriu o prazo para entregar todo seu arsenal, que venceu no dia 5 de fevereiro.