Argentina recebeu mais de 100 refugiados sírios

A Argentina recebeu mais de 100 refugiados sírios no último ano e prevê prorrogar o programa de amparo por mais um ano

Buenos Aires – A Argentina recebeu mais de 100 refugiados sírios no último ano e prevê prorrogar o programa de amparo por mais um ano, informou nesta sexta-feira o titular da Direção Nacional de Migrações, Martín Arias Duval.

O responsável pelo órgão, vinculado ao Ministério do Interior, afirmou que grupo que chegou ao país faz parte do programa especial humanitário aprovado em outubro passado.

“A experiência é muito boa, a inserção também, então pensamos em prorrogar a vigência do programa”, explicou Duval à agência de notícias argentina “Télam”.

O “Programa Síria” permite receber por dois anos, prorrogável por um terceiro, os cidadãos do país que decidem fugir devido ao conflito armado. Para poder solicitar o visto humanitário e entrar na Argentina, no entanto, é preciso ter “um vínculo de parentesco ou afetividade”, com algum habitante do país sul-americano.

O programa se estende também a palestinos, desde que tenham sido moradores da Síria em algum momento e recebido assistência por parte das Nações Unidas.

A ONU estima que, desde o início do conflito na Síria, em março de 2011, morreram mais de 220 mil pessoas, e que há mais de 4 milhões de refugiados em países vizinhos, assim como 7,6 milhões de refugiados internos.