Argélia vê queda dos preços por excedente de petróleo

Os preços no segundo trimestre de 2012 registraram a maior baixa trimestral desde a crise financeira de 2008

Argel – Os preços globais de petróleo devem cair devido a uma oferta excessiva e fraca demanda, disse nesta quarta-feira a Argélia, membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), um dia depois de defender uma reunião de emergência da entidade caso ocorram novas quedas no preço da commodity.

“O mercado está desequilibrado. Isso devido a duas coisas: baixa demanda comparado ao normal e um aumento da oferta desde o começo do ano”, disse o ministro de Minas e Energia Youcef Yousfi à rádio estatal.

“Esses desequilíbrios podem fazer os preços caírem. Estamos monitorando a situação todos os dias.” A Argélia pediu que o maior produtor da Opep, a Arábia Saudita, reduzisse a produção de petróleo na reunião do grupo, em junho.

Os preços no segundo trimestre registraram a maior baixa trimestral desde a crise financeira de 2008, gerando preocupações entre os membros da organização.

Yousfi disse na terça-feira que a Argélia procurará uma reunião extraordinária caso os preços da commodity retomem a queda.