Áreas degradadas no Brasil equivalem a duas Franças

Degradação está presente em todos os biomas e regiões brasileiras, mas é mais intensa em áreas onde a ocupação humana é mais antiga, como é o caso da Mata Atlântica

São Paulo – O Brasil possui 140 milhões de hectares de áreas degradadas – isto é, terras abandonadas que são mal utilizadas ou estão em processo de erosão –, segundo dados do Departamento de Florestas do Ministério do Meio Ambiente (MMA), divulgados nesta quarta-feira (11), durante o 9º Simpósio Nacional de Recuperação de Áreas Degradadas.

A extensão de áreas degradadas no nosso país corresponde ao dobro do tamanho do território da França e, de acordo com o MMA, está presente em todos os biomas e regiões brasileiras, mas é mais intenso em áreas onde a ocupação humana é mais antiga, como é o caso da Mata Atlântica.

Ainda segundo os especialistas do Ministério que apresentaram os dados, caso essas áreas degradadas fossem recuperadas, não seria preciso derrubar mais nenhum hectare de floresta para a agricultura e a pecuária.

Tendo isso em vista, o MMA prometeu estabelecer em seu novo plano plurianual a meta de elaborar, até 2015, um plano nacional de recuperação de áreas degradadas. A intenção é evitar o empobrecimento das populações e prevenir a derrubada de mais áreas de florestas.