Arábia Saudita pede que seus cidadãos saiam do Líbano

"Pedimos aos nossos compatriotas a deixarem Líbano por sua própria segurança, como consequência da situação perigosa que prevalece no Líbano", disse o diplomata

Beirute – O embaixador da Arábia Saudita no Líbano, Asuad Asiri, pediu nesta quinta-feira que seus compatriotas abandonem esse país após o atentado de terça-feira contra a sede diplomática do Irã em Beirute, que deixou pelo menos 24 mortos e 147 feridos.

“Pedimos a todos os nossos compatriotas a deixarem o Líbano por sua própria segurança, como consequência da situação perigosa que prevalece no Líbano”, afirmou o diplomata em entrevista à Agência Nacional de Notícias libanesa (ANN).

Trata-se da segunda advertência de Riad dirigida aos cidadãos sauditas no Líbano em dois meses.

A primeira foi dada por causa dos preparativos realizados pelos Estados Unidos para lançar uma operação militar contra a Síria, que finalmente não ocorreu depois de o regime de Damasco se comprometer a destruir seu arsenal químico.

Já as autoridades libanesas condenaram o atentado contra a embaixada iraniana, que fica em um bairro de Beirute reduto do grupo xiita Hezbollah, e assinalaram que tomaram medidas para proteger as sedes diplomáticas de países estrangeiros em território libanês.