Aprovação a Cristina sobe 10 pontos porcentuais

Salto coincide com sua licença médica para drenar um coágulo no crânio depois de uma queda sofrida em agosto

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, viu a aprovação a seu governo crescer dez pontos porcentuais em apenas duas semanas. O salto na popularidade de Cristina coincide com sua licença médica para drenar um coágulo no crânio depois de uma queda sofrida em agosto.

Na pesquisa Management & Fit divulgada em 6 de outubro, dois dias antes da cirurgia, a aprovação a Cristina era de 33,5%. Na sondagem apresentada hoje, 44,4% dos argentinos diziam aprovar Cristina. No mesmo período, a reprovação a Cristina caiu de 57,1% para 46,5%.

O campo governista também melhorou nas pesquisas de intenção de voto com vistas às eleições legislativas de meio de mandato na Argentina, mas a oposição continua à frente e deve obter ganhos consideráveis nas urnas.

Segundo levantamento do mesmo instituto, a intenção de voto na oposição é de 37,9%, abaixo dos 39,3% registrados no início do mês. A intenção de voto nos governistas subiu de 28,7% para 31,2%.

A Management & Fit entrevistou 2 mil argentinos para compor a pesquisa. A margem de erro é de 2,3 pontos porcentuais para mais ou para menos.