Apoiadores de Assad protestam na Síria após bombardeios

A manifestação de homens com o rosto pintado de verde segurando placas aconteceu após moradores em luto se reunirem em Homs, perto de local de ataque

Beirute – Centenas de apoiadores do presidente sírio, Bashar Assad, realizaram um raro protesto nesta quinta-feira na Síria contra o governador da cidade central de Homs depois de dois bombardeios terem matado 25 crianças, informaram ativistas.

A manifestação de homens com o rosto pintado de verde segurando placas aconteceu após moradores em luto se reunirem em Homs, perto do local do ataque, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Não ficou imediatamente claro por que as manifestações pediram especificamente a renúncia do governador.

Um grupo de jovens pró-Assad no Facebook também relataram a manifestação.

O administrador do grupo afirmou que ele não foi autorizado a filmar o protesto, mas publicou fotografias mostrando centenas de homens e garotos marchando na avenida principal de Homs.

Uma fotografia mostra um homem e uma mulher segurando uma bandeira síria e placas com a frase “nós não esquecemos; não ficaremos em silêncio”.

De acordo com a imprensa estatal da Síria, dois bombardeiros próximos a escola de Homs mataram pelo menos 25 crianças e oito adultos em um bairro dominado pela seita Alawite, um braço xiita do islamismo ao qual Assad pertence.

O Observatório Sírio estima que o número de mortes chegou a 46 crianças, muitas da mesma família, e sete adultos.

Durante a guerra civil que dura três anos na Síria, críticas abertas contra ao governo feitas por apoiadores de Assad têm sido extremamente raras, mas a indignação vem crescendo entre apoiadores do ditador desde agosto, quando militantes do grupo extremista Estado Islâmico ocupou três bases limitares e matou centenas de soldados sírios.

Fonte: Associated Press.