Ao menos 80 mortos e 400 feridos nos dois terremotos no Irã

Dois fortes terremotos (6,2 e 6,0 de magnitude) atingiram a região do noroeste do Irã

São Paulo – Pelo menos 80 pessoas morreram e 400 ficaram feridas em dois fortes terremotos que atingiram a região de Tabriz, no noroeste do Irã, declarou uma autoridade iraniana à televisão estatal.

“Há 30 mortos em Ahar, 40 mortos em Varzeghan e 10 mortos em Haris e, no total, 400 feridos”, disse Khalil Saie, chefe do Centro de Catástrofes Naturais do Azerbaidjão Oriental, acrescentando que “60 aldeias ficaram entre 60 e 80% destruídas e quatro ficaram 100%”.

“Pedimos às pessoas que não entrem em pânico. As ajudas estão chegando e as equipes de socorro já estão no local”, prosseguiu.

Pouco antes, Gholamreza Massoumi, chefe dos serviços de emergência do país, havia anunciado entre 40 e 50 mortos.

Dois terremotos de magnitude de 6,2 e 6,0, com epicentro a 60 km de Tabriz e a cerca de 10 km de profundidade, atingiram a região às 16h53 (09h23 de Brasília) e às 17h04 (09H34).

As cidades de Tabriz, Ardébil, Ahar, Varzeghan, Mehraban e Heris, assim como várias aldeias foram atingidas pelos dois terremotos e pelas réplicas que se seguiram.

O Irã está localizado sobre grandes falhas sísmicas e já foi atingido por vários sismos devastadores. O maior terremoto dos últimos anos ocorreu na cidade de Bam, no sul do país, em dezembro de 2003, e causou a morte de 31.000 pessoas, ou um quarto da população.