Ao menos 20 mortos em atentado no Paquistão

O atentado contra a polícia foi praticado em Jar, principal localidade do distrito tribal de Bajaur, próxima à fronteira com o Afeganistão, considerada um bastião talibã

Jar – Pelo menos 20 pessoas morreram e cerca de 50 ficaram feridas nesta sexta-feira em um atentado suicida praticado por um adolescente em um posto de controle policial no noroeste do Paquistão, reduto de rebeldes aliados da Al-Qaeda, segundo um novo registro oficial.

O atentado contra a polícia foi praticado em Jar, principal localidade do distrito tribal de Bajaur, próxima à fronteira com o Afeganistão, considerada um bastião talibã.

“Vinte pessoas, entre elas cinco policiais, morreram e outras 46 ficaram feridas. Algumas lojas e restaurantes na região ficaram destruídos”, disse à AFP Islam Zeb, responsável pela administração do distrito.

O terrorista suicida, com idade entre 14 e 16 anos, segundo funcionários dos serviços de inteligência, caminhou até o posto de controle e explodiu os artefatos que carregava em sua cintura.

É o terceiro atentado a bomba nos últimos dois dias em Bajaur e o ataque mais sangrento cometido no Paquistão desde o dia 2 de março, quando 22 pessoas morreram em um atentado contra uma mesquita em Jíber.

O distrito de Bajaur é um dos redutos do Movimento de Talibãs do Paquistão (TTP), principal grupo insurgente islamita paquistanês.

O atentado foi reivindicado pelo TTP, que informou que tinha como alvo o chefe da polícia tribal e seu adjunto, encarregados pelo governo de combater os rebeldes.

O violento atentado é registrado no momento em que o país está em estado de alerta devido ao primeiro aniversário da morte de Osama Bin Laden, o que suscitou temores de uma onda de atos de vingança.

Um dia antes, os Estados Unidos publicaram documentos atribuídos a Osama Bin Laden e destinados ao chefe do TTP, Hakimullah Mehsud, nos quais o falecido líder da Al-Qaeda se queixava de algumas práticas de aliados talibãs paquistaneses, em especial dos atentados suicidas que matam civis.

Outra autoridade administrativa local, Tariq Khan, informou que o suicida estava a pé e ativou o detonador colocado em seu casaco cheio de explosivos quando se aproximava do posto de controle policial.

O TTP é o principal responsável por uma onda de mais de 530 atentados – suicidas em sua maioria – que causaram 5.000 mortes no Paquistão nos cinco últimos anos.