ANP faz maior operação contra combustível adulterado

Foi a maior operação de fiscalização já realizada pela ANP, resultado da denúncia de consumidores ao Centro de Relacionamento com o Consumidor (CRC) da agência

Rio – A Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) fez nesta semana operação de fiscalização da qualidade dos combustíveis em 452 postos revendedores na capital paulista e em 24 municípios da Região Metropolitana. Seis postos foram interditados.

Foi a maior operação de fiscalização já realizada pela ANP, resultado da denúncia de consumidores ao Centro de Relacionamento com o Consumidor (CRC) da agência, por meio do telefone 0800 970 0267.

O índice de não conformidade no Estado no último trimestre foi de 1% para a gasolina, de 0,9% para o etanol, e de 2,9% para óleo diesel. Esses índices estão abaixo da média no Brasil, que é de 1,6%, 2,0% e 3,2%, respectivamente, para esses combustíveis.

Segundo informou a ANP em nota, o CRC recebeu, em 2013, 1566 denúncias por suspeitas de adulteração de combustíveis em São Paulo, sendo 764 da capital.

“Além da interdição cautelar para proteger o consumidor, a ANP abriu processos administrativos que, posteriormente, serão enviados ao Ministério Público Estadual para apuração de crime contra o consumidor. Na ANP, esses agentes econômicos estarão sujeitos a multas de R$ 20 mil a R$ 5 milhões”, informou a agência.