Análises turcas sugerem exposição ao gás sarin em ataque na Síria

Os resultados das primeiras análises foram anunciados pelo ministério da Saúde do país por meio de um comunicado

Os elementos colhidos durante as primeiras análises realizadas de vítimas do suposto ataque químico na Síria indicam que elas forma expostas ao gás sarin, um potente agente neurotóxico, declarou o ministério da Saúde turco.

“Os resultados das primeiras análises realizadas a partir de elementos extraídos dos pacientes indicam que foram expostos a um químico (gás sarin)”, indicou o ministério em um comunicado posado em seu site.

Veja também