Amor cristão não é igual ao das novelas, diz Papa

Francisco lembrou que o sentimento precisa gerar ações concretas

Cidade do Vaticano – Em missa celebrada nesta quinta-feira (9) na casa de Santa Marta, no Vaticano, o papa Francisco afirmou que o amor cristão tem a característica de ser concreto e não é igual ao das telenovelas.

“Jesus, quando fala de amor, fala de coisas concretas: dar de comer aos que têm fome, visitar os doentes e tantas outras coisas concretas”, disse o Pontífice, acrescentando que, quando não existe essa concretude, se vive em um cristianismo de ilusão porque não se entende bem onde está o centro da mensagem de Cristo.

Segundo Francisco, para atingir esse sentimento as pessoas precisam respeitar dois critérios. O primeiro é amar com as ações, e não com as palavras.

“As palavras são levadas pelo vento! Hoje estão, amanhã não estão”, ressaltou. O segundo, de acordo com o Papa, é perceber que é mais importante dar do que receber; “Quem ama dá coisas, dá a vida, dá a si mesmo a Deus e aos outros. Ao contrário, quem não ama, quem é egoísta, sempre procura receber, sempre busca ter coisas, levar vantagem”, acrescentou.