Alvos jihadistas são bombardeados no norte da Síria

Várias posições dos combatentes do Estado Islâmico foram alvo de ataques aéreos, provavelmente feitos pela coalizão internacional

Beirute – Várias posições dos combatentes do Estado Islâmico (EI) no norte da Síria foram alvo nas últimas horas de ataques aéreos, que provavelmente foram realizados pela coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, informou nesta sexta-feira o Observatório Sírio de Direitos humanos.

Uma série de projéteis impactaram alvos no deserto de Al Mayadin -zona em mãos dos radicais-, no leste da província de Deir ez Zor. Não há registro de vítimas até o momento.

Em Aleppo, também ocorreram bombardeios nas cidades de Manbech e seus arredores e em Yarabulus, ambas em poder dos extremistas.

O EI proclamou um califado no Iraque e na Síria no final de junho, onde conquistou amplas partes do norte e do centro de seu território.

Os EUA anunciaram em 23 de setembro o início da ofensiva aérea contra o EI em solo sírio, com a colaboração de vários países árabes.