Aliados de Kadafi atacam quatro depósitos de combustíveis em Misrata

Tropas utilizaram pequenos aviões usados habitualmente para disseminar pesticidas sobre os campos de cultivo

Benghazi – As tropas do líder líbio, Muammar Kadafi, utilizaram na sexta-feira à noite pequenos aviões para atacar depósitos de combustíveis na cidade de Misrata, informou neste sábado Ahmed Hassan, um dos porta-vozes rebeldes à rede de televisão catariana “Al Jazeera”.

Pelo ar, as forças governamentais bombardearam quatro grandes depósitos de combustíveis, destruindo-os totalmente e provocando um grande incêndio, que se espalhou rapidamente para outros quatro depósitos, contou Hassan.

As tropas de Kadafi utilizaram pequenos aviões usados habitualmente para disseminar pesticidas sobre os campos de cultivo, explicou o porta-voz e indicou que os insurgentes advertiram a Otan sobre a presença de aviões, mas que não houve resposta por parte da aliança.

Se for confirmado o uso de aviões pelas tropas governamentais, significaria que estas violaram a zona de exclusão aérea imposta sobre a Líbia pela resolução 1973 da ONU, com o objetivo de defender à população civil dos bombardeios.

O ataque ocorreu em uma área próxima ao porto de Misrata, a única via de acesso à cidade, bloqueada pelas tropas governamentais há mais de dois meses.

As provisões de água e luz, assim como todo tipo de bens, incluindo alimentos básicos, foram cortados ou estão limitados atualmente, como denunciaram várias organizações humanitárias internacionais.

Os rebeldes e organizações internacionais classificaram de “crítica” e “dramática” a situação que vive a população civil na terceira cidade da Líbia, que continua resistindo como reduto dos insurgentes na zona ocidental do país.