Alemanha utiliza software de espionagem, diz publicação

O 'Der Spiegel' acrescenta que dos cerca de 500 milhões de dados provenientes da Alemanha que mensalmente são obtidos pelos Estados Unido

Berlim.- Os serviços secretos alemães usam o software desenvolvido pela Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos, o organismo acusado de orquestrar um sistema de espionagem em massa e em escala mundial.

Assim afirma neste sábado a publicação alemã ‘Der Spiegel’ ao adiantar o conteúdo de sua edição de domingo, que indica que tanto o BND, o serviço de espionagem alemão, como o Escritório Federal para a Proteção da Constituição (BfV), a inteligência interior, contam com o programa ‘XKeyscore’.

Este software, explica a publicação citando documentos da NSA, deveria servir para que os serviços secretos alemães ‘apoiassem’ seus colegas americanos na luta contra o terrorismo.

O sistema que supostamente é usado pelo BND e pela BfV permite, além do armazenamento dos denominados ‘metadados’ – quem se comunica com quem, quando, quanto e desde onde-, ver retrospectivamente as buscas realizadas por pessoas concretas em procuradores de internet e, inclusive, ter acesso a conteúdos ‘full take’ de vários dias.

Também são empregadas técnicas que permitem armazenar todos os conteúdos das comunicações telefônicas e via internet de um indivíduo durante um período de tempo.

O ‘Der Spiegel’ acrescenta que dos cerca de 500 milhões de dados provenientes da Alemanha que mensalmente são obtidos pelos Estados Unidos, cerca de 180 milhões são provenientes do ‘Xkeyscore’.

Interrogados com relação ao assunto da publicação, o BND e a BfV preferiram não se pronunciar.

Desde que o ex-técnico da CIA Edward Snowden revelou o escândalo do programa de espionagem em massa dos Estados Unidos, a pressão foi crescendo sobre o Governo alemão e seus serviços secretos.

Ambos negaram qualquer conhecimento a respeito, apesar do próprio Snowden assegurar que os serviços secretos dos Estados Unidos e Alemanha estavam associados. EFE