Alemanha teme que bactéria que ataca sistema digestivo seja mortal

Três pessoas já morreram vítimas da bactéria e autoridades temem que número aumente

Berlim – As autoridades sanitárias alemãs advertiram nesta terça-feira que a rápida propagação de uma bactéria que causa hemorragias no sistema digestivo pode ter sido a causa a morte de três pessoas e poderia provocar mais vítimas fatais.

“Estimamos que haverá mais mortos”, disse o presidente do Instituto Robert Koch (RKI), uma instituição federal de combate a doenças, Reinhard Burger.

“A quantidade de casos em tão pouco tempo é muito incomum e a idade das pessoas também é atípica”, afirmou.

É possível que três pessoas já tenham falecido por causa de uma infecção por causa da bactéria, a Escherichia coli, que afeta principalmente o norte da Alemanha, principalmente Hamburgo.

No entanto, também houve casos registrados nos Estados de outras regiões, afirmou o presidente do RKI.

Uma mulher de 83 anos morreu no dia 21 de maio, depois de ser internada no hospital por causa de uma colite hemorrágica. Exames de laboratório mostraram que ela estava infectada pela bactéria, segundo o Ministério da Saúde, que esclareceu que estava realizando uma autópsia para determinar a causa da morte. Em Bremen, uma jovem que tinha sintomas típicos da presença desta bactéria, morreu na noite de segunda-feira, mas ainda serão realizados os exames para identificar as causas exatas do falecimento.

No estado regional de Schleswig-Holstein, fronteira com a Dinamarca, uma octogenária infectada pela bactéria também morreu, mas estava internada no hospital por outro motivo e ainda não é clara a causa da morte.