Alemanha proíbe venda de equipamento militar para Rússia

Medida vai além do embargo econômico aprovado pela União Europeia na semana passada, que não se aplica a contratos já existentes

Berlim – O governo alemão suspendeu a permissão para que uma empresa do país entregue simuladores de exercício de campo para o Exército russo, bloqueando uma negociação que já havia congelado.

O ministro da Economia da Alemanha, Sigmar Gabriel, afirmou nesta segunda-feira que havia retirado o direito de exportação da fabricante de artigos de defesa Rheinmetall AG.

O governo já havia retido a negociação quando a Rússia anexou a região ucraniana da Crimeia, em março.

A medida vai além do embargo econômico aprovado pela União Europeia na semana passada, que não se aplica a contratos já existentes. O governo alemão também tem criticado a insistência da França de continuar a negociação para vender dois navios de Guerra para a Rússia.

A Alemanha já havia dito em abril que não autorizaria nenhuma exportação de produtos militares para a Rússia. Cerca de 70 negociações entre os países ficaram embargadas.