Alemanha irá destruir parte das armas químicas sírias

Anuncio foi feito pelo ministro do Exterior alemão

Berlim – A Alemanha irá destruir em seu próprio território parte das armas químicas da Síria. As informações são do ministro do Exterior alemão Frank-Walter Steinmeier.

Na última terça-feira, 7, o primeiro carregamento de armas químicas deixou o porto de Latakia, na Síria, em uma embarcação de bandeira dinamarquesa.

Os dispositivos estão sendo removidos por via marítima para garantir níveis mais elevados de segurança.

O governo da Itália disponibilizou um de seus portos para a transferência de material químico da Síria a um navio norte-americano, mas ainda não há informação de qual será o porto onde a operação será realizada.

As armas químicas serão destruídas em águas internacionais, conforme informaram fontes da Chancelaria italiana.

Para a Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq), o início da remoção das armas químicas é um “passo importante”, que “encoraja o governo sírio” a manter “o ímpeto para remover os produtos químicos remanescentes [no país] de uma maneira segura e em tempo oportuno, de modo que eles possam ser destruídos o mais rapidamente possível”.

Ainda de acordo com a organização, a Síria não poderá mais produzir nem utilizar armas químicas.