Ministro alerta para falsos imigrantes sírios atrás de asilo

"Nós estamos vendo passaportes sírios forjados. Há pessoas que alegam ser da Síria, mas não falam uma palavra de árabe", disse o ministro do Interior alemão

Berlim – Autoridades da Alemanha afirmaram nesta sexta-feira estimar que quase um terço dos imigrantes que solicitam asilo no país e dizem ser sírios na verdade estão mentindo.

O governo alemão anunciou que por enquanto não enviará os sírios para outros países da União Europeia, como poderia fazer pelas regras do bloco, o que foi visto por alguns como um sinal de que Berlim dá preferência às pessoas da Síria.

Os sírios já representam o maior contingente de pessoas que chegam à Alemanha neste ano em busca de asilo.

“Nós estamos vendo passaportes sírios forjados. Há pessoas que alegam ser da Síria, mas não falam uma palavra de árabe”, disse o ministro do Interior alemão, Thomas de Maiziere, em Berlim.

O fato de que até 30% daqueles que alegam ser sírios seja de outros países não significa que eles não possam receber asilo. Segundo o ministro, é preciso que os imigrantes falem a verdade sobre sua identidade e sejam pacientes, enquanto seus pedidos são avaliados.