AIE revisa em queda demanda mundial de petróleo para 2012

A organização também considera que o mercado deve "se adaptar" a uma queda das exportações iranianas causada pelas sanções internacionais

Paris – A Agência Internacional de Energia (AIE) revisou nesta sexta-feira em queda pelo sexto mês consecutivo sua previsão da demanda mundial de petróleo para este ano, até os 89,9 milhões de barris diários (mbd), devido às más perspectivas econômicas.

Em seu informe mensal, esta organização também considera que o mercado “deve ter uma flexibilidade de oferta suficiente em 2012” para “se adaptar” a uma queda das exportações iranianas relacionada com as sanções internacionais, “seja qual for o volume”.

Devido a uma “desaceleração econômica mundial cada vez mais problemática”, confirmada pelas novas previsões de crescimento do Fundo Monetário Internacional (FMI), a AIE considera que o consumo bruto aumentará apenas 0,8 mbd (cerca de 0,9%) em relação a 2011, o que significa 0,3 mbd menos que o esperado há um mês.

Este informe aponta para uma perspectiva “a duas velocidades”, com um “crescimento robusto da demanda de petróleo” nas economias emergentes, enquanto o consumo continua caindo na maioria dos países ricos membros da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), dos quais a AIE é o braço energético.

Fora da OCDE, a demanda aumentará 2,8% (1,2 mbd) em 2012, o que permitirá compensar amplamente o retrocesso de 0,8% (0,4 mbd) do consumo da OCDE.