Anistia Internacional denuncia uso excessivo da força na UE

A organização de defesa dos direitos humanos Anistia Internacional denunciou ainda a falta de punição contra os responsáveis pelos abusos

Londres – A organização de defesa dos direitos humanos Anistia Internacional (AI) denunciou nesta quinta-feira a utilização excessiva da força por parte da polícia durante as manifestações pacíficas contra os planos de austeridade nos países da União Europeia e a falta de punição contra os responsáveis pelos abusos.

A AI não apenas criticou o uso excessivo da força contra os manifestantes e jornalistas, como também as prisões arbitrárias e a dificuldade de acesso ao atendimento médico.

A organização, que denunciou as agressões em Bucareste, Madri e Atenas, exigiu dos governos uma investigação dessas violações aos direitos humanos.