Aeroporto é fechado por causa de cinzas de vulcão no México

Terminal aéreo de Puebla, no centro do país, está fechado por conta da chuva de cinzas do vulcão Popocatépetl

Cidade do México – O Aeroporto Internacional de Puebla, no centro do México, se encontra fechado desde a manhã desta sexta-feira por conta da chuva de cinzas do vulcão Popocatépetl, informaram à Agência Efe fontes da Aeroportos e Serviços Auxiliares (ASA), a entidade responsável pelos terminais aéreos do país.

Nas primeiras horas de hoje foi decidido o fechamento das pistas do aeroporto pela chuva de cinzas vulcânicas e até a metade da manhã dois voos foram cancelados, o da United Airlines com destino a Houston e o da Aeroméxico com destino a Monterrey.

Nas próximas horas está prevista uma reunião do comitê de segurança para ver se as condições climáticas vão permitir a reabertura do aeroporto e a saída de cinco voos programados para hoje.

Fontes do aeroporto da Cidade do México, a principal do país e a 79 quilômetros do vulcão, disseram que as operações nesse terminal não foram afetadas porque os ventos vindos da área do Popocatépetl estavam indo em direção à cidade de Puebla.

Ontem, o sistema de monitoração do Popocatépetl registrou que o vulcão exalou fumaça por 45 vezes, que foram acompanhadas por uma emissão constante de vapor d”água e gás, informou o Centro Nacional de Prevenção de Desastres (Cenapred).

As autoridades mexicanas elevaram no último sábado o alerta vulcânico para amarelo fase 3, após um aumento da atividade do vulcão que provocou uma chuva de cinzas na Cidade do México.

Com uma altitude de 5.452 metros, o Popocatépetl é a segunda maior montanha do México e um dos 14 vulcões ativos do país.