Advogada iraniana suspende greve de fome

Nasrin Sotoudeh cumpre uma pena de 11 anos de prisão por sua defesa dos presos políticos e a militância a favor dos direitos humanos

Teerã – A advogada iraniana Nasrin Sotoudeh, detida por sua militância em defesa dos direitos humanos, suspendeu a greve de fome que havia iniciado em 17 de outubro, informa o site opositor Kalame.com.

Nasrin Sotoudeh decidiu suspender o protesto depois da gestão de dois deputados que defendem o fim das restrições das visitas familiares, segundo o portal ligado ao ex-primeiro-ministro Mir Hossein Mussavi.

A advogada, que recebeu o Prêmio Sakharov do Parlamento Europeu, cumpre uma pena de 11 anos de prisão por sua defesa dos presos políticos e a militância a favor dos direitos humanos ao lado de Shirin Ebadi, vencedora do Prêmio Nobel da Paz.