Acordo com Irã não é perfeito, diz autoridade dos EUA

Segundo funcionário do Departamento de Estado, acordo nuclear inicial falha por causa do tempo limitado

Washington – Um acordo nuclear inicial com o Irã “não é perfeito” por causa do tempo limitado, mas dá poderes de negociação para se trabalhar num acordo abrangente com os iranianos, disse um alto funcionário do Departamento de Estado norte-americano nesta terça-feira.

“Vemos isso como um primeiro passo, então não consideramos as lacunas que existem, porque este não é um acordo final”, disse a subsecretária de Estado para Assuntos Políticos, Wendy Sherman, a um painel do Congresso.

“Este (acordo preliminar) não é perfeito, mas congela e reverte o seu programa de forma significativa e nos dá tempo para de fato negociar esse acordo global”, afirmou ela ao Comitê de Relações Exteriores do Senado.

Sob um acordo nuclear de 24 de novembro, Teerã receberá um alívio parcial das sanções em troca de medidas para frear seu polêmico programa nuclear. O Irã diz que suas atividades nucleares são exclusivamente para fins pacíficos, como a geração de energia elétrica e isótopos médicos.

As negociações com seis potências mundiais sobre um acordo definitivo começam em 18 de fevereiro, em Viena.