Acnur: cerca de 45 mil pessoas fogem da Gâmbia por crise política

A Comunidade Econômica dos Estados de África Ocidental (Cedeao) está pronta para intervir militarmente se Jammeh resistir a deixar o poder

Genebra – Pelo menos 45 mil pessoas fugiram da Gâmbia e se refugiaram no Senegal devido à incerteza política do país, onde o presidente em fim de mandato, Yahya Jammeh, se nega a deixar o poder e prepara uma intervenção militar.

Assim anunciou nesta sexta-feira a Agência das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), que usa dados facilitados pelo governo do vizinho Senegal.

A Comunidade Econômica dos Estados de África Ocidental (Cedeao) está pronta para intervir militarmente se Jammeh resistir a deixar o poder depois que o presidente eleito, Adama Barrow, tomou posse ontem no exílio.