Acidente de ônibus no México deixa pelo menos 13 mortos

Pelo menos 13 pessoas morreram e outras 20 ficaram feridas após um acidente com o ônibus no qual viajavam em uma estrada no Estado do México

México – Pelo menos 12 pessoas morreram e outras 20 ficaram feridas nesta sexta-feira após um acidente com um ônibus em uma estrada no Estado do México, informaram os meios de comunicação locais.

O acidente ocorreu por volta das 7h local (9h em Brasília) na estrada que liga o município de Naucalpan com Toluca, a capital do Estado do México, na altura de San Francisco Chimalpa.

Morreram oito homens, três mulheres e uma criança, que ainda não foram identificadas, disse à agência Efe o diretor de Defesa Civil, Arturo Vilchis, que corrigiu para baixo o número inicial de vítimas divulgado.

Há 15 pessoas feridas transferidas a hospitais próximos e outras cinco atendidas no próprio local do acidente.

Vilchis admitiu que o saldo de vítimas fatais ainda pode aumentar, já que “pelo menos oito pessoas estão gravemente feridas”.

O ônibus saiu da estrada e caiu em um barranco de cerca de 60 metros de altura, o que dificultou os trabalhos de resgate. Todas as vítimas já foram retiradas do local.

O veículo também foi resgatado. A promotoria já abriu uma investigação sobre o acidente, afirmou Arturo Vilchis.

O motorista do ônibus ainda não foi identificado e que o mais certo é que se encontre no grupo de mortos ou feridos, já que considerou “complicado que pudesse ter fugido” dadas as condições que ficou a unidade, reforçou o diretor.

Em entrevista à rede “Televisa”, Eduardo Luque, delegado da Secretaria de Comunicações e Transportes no Estado do México, declarou que aparentemente o ônibus viajava em excesso de velocidade.

O prefeito de Naucalpan, David Sánchez Guevara, lamentou as mortes e disse que seu governo dará todo o apoio necessário aos familiares das vítimas.

De acordo com especialistas em segurança viária, no México são registrados a cada ano cerca de quatro milhões de acidentes de trânsito que causam ao redor de 24 mil mortes

Atualizada às 15h50