80 mil pessoas são deslocadas por conta do ciclone Gaja na Índia

Autoridades afirmam que o ciclone Gaja já afetou a infraestrutura no estado de Tâmil Nadu

Nova Délhi – A passagem do ciclone Gaja, que tocou terra nesta madrugada no sul da Índia, causou danos materiais e obrigou a evacuação de mais de 80.000 pessoas no estado de Tâmil Nadu, informou nesta sexta-feira à Agência Efe uma fonte oficial.

“Foram reportados danos à nossa infraestrutura. O ciclone fez cair postes da luz e árvores, embarcações de pescadores e casas ficaram danificadas”, afirmou o secretário da Autoridade de Gestão de Desastres de Tâmil Nadu, Satya Gopal.

A fonte destacou também que ainda estão solicitando dados sobre possíveis vítimas e detalhou que 81.948 pessoas de 22.849 famílias foram evacuadas antes da chegada de Gaja, mais de 13.000 delas menores de idade.

O Gaja se debilitou de tempestade ciclônica severa para tempestade ciclônica nesta madrugada e se espera que nas próximas horas se enfraqueça ainda mais enquanto se move para o oeste, informou o Departamento Meteorológico da Índia na sua conta do Twitter.

A costa indiana costuma sofrer com a passagem de ciclones, o último deles há um mês, quando oito pessoas morreram em decorrência do ciclone Titli, qualificado como “muito severo”.

Em dezembro do ano passado, o ciclone Ochkhi causou cerca de 80 mortes no sul da Índia.