36% dos jovens de NY acreditam que se mudarão em 5 anos

Razões econômicas como a escassez de trabalho, o elevado custo de vida e os excessivos impostos são mencionadas por 62% dos entrevistados

Nova York – Uma pesquisa do Instituto de Opinião Pública do Colégio Universitário Marista revelou que 36% dos jovens de entre 18 e 30 anos que moram em Nova York acreditam que nos próximos cinco anos terão se mudado para outra cidade.

Razões econômicas como a escassez de trabalho, o elevado custo de vida e os excessivos impostos são mencionadas por 62% dos que afirmaram querer viver em outro lugar que não seja o estado de Nova York, de acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira pela instituição em seu site.

“Os nova-iorquinos sentem as pressões econômicas”, explicou em comunicado o diretor do instituto, Lee Miringoff, que alertou que “muitos jovens não veem seu futuro no estado e, caso a tendência não seja freada, Nova York pode ficar sem sua próxima geração”.

Para 38% dos entrevistados, a proximidade da família, a qualidade de vida, as escolas e a aposentadoria são outros fatores importantes para estabelecer residência em outro lugar.

O instituto também indica que a porcentagem de adultos de todas as idades que querem deixar o estado é de 26%, um número que também é qualificado como “considerável”.

Com relação aos locais de residência, os resultados da pesquisa mostram que os habitantes dos arredores da cidade de Nova York – a mais povoada do estado – são os que lideram esse potencial êxodo, já que 33% de seus moradores afirmam planejar sair do estado nos próximos cinco anos.

Estes dados estão em sintonia com a percepção que têm sobre o custo da vida, já que 87% dos que vivem nos arredores da cidade consideram que morar em Nova York não é acessível, uma opinião compartilhada por 80% dos que residem na cidade e 65% dos que habitam outros pontos do estado.