280 caminhões com ajuda humanitária russa partem à Ucrânia

Na segunda-feira, os Estados Unidos alertaram que qualquer intervenção russa na Ucrânia sem o consentimento de Kiev seria "inaceitável"

Moscou/Kiev - Um comboio russo de 280 caminhões transportando ajuda humanitária partiu para a <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/ucrania">Ucrânia</a></strong> na manhã desta terça-feira, informou a agência de notícia Itar Tass. "Foi tudo acertado com a Ucrânia", disse o porta-voz do presidente russo <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/vladimir-putin">Vladimir Putin</a></strong>, Dmitry Peskov, segundo a rádio FM Business.</p>

Na segunda-feira, os Estados Unidos alertaram que qualquer intervenção russa na Ucrânia sem o consentimento de Kiev seria “inaceitável” e uma violação às leis internacionais.

O comboio será acompanhado por representantes da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), de acordo com um mediador.

O carregamento russo assim como ajuda dos Estados Unidos e da União Europeia serão entregues sob a supervisão da Cruz Vermelha Internacional e escoltados por representantes da OSCE até a cidade de Luhansk, disse à agência de notícias Interfax o ex-presidente ucraniano Leoni Kuchma.