28% do texto final da Rio+20 estão concluídos, diz ONU

De acordo com o diretor, o principal inimigo das negociações é o tempo

Rio de Janeiro – No segundo dia de debates, apenas 28% do texto final referente às negociações da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, obtiveram consenso. A informação é do diretor do Departamento de Desenvolvimento Sustentável, Assuntos Econômicos e Sociais da Rio+20, Nikhil Seth. Mas, segundo ele, o clima de otimismo predomina nos grupos setoriais. De acordo com o diretor, o principal inimigo das negociações é o tempo.

“Há um sentido de urgência, mas há também um certo otimismo cuidadoso, mas o tempo não está a nosso favor. Vinte e oito por cento [do texto final] foram concluídos. Mas isso não reflete o que ocorre nas reuniões, pois há vários pacotes que estão em negociação”, destacou Seth.

As reuniões setoriais envolvendo os temas pendentes, como os que tratam de tecnologias limpas, capacitação de profissionais para a execução de programas relacionados ao desenvolvimento sustentável, além da possibilidade de fortalecimento do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) e da criação de um fundo, devem terminar oficialmente às 23h de hoje (15).

Todas as discussões serão retomadas em uma segunda etapa das reuniões, quando o Brasil assume oficialmente a presidência da Rio+20. “Ao conversar com os moderadores [responsáveis pelas discussões em cada grupo], vejo que há grande disposição e vontade política. O grande problema é o tempo”, reiterou Seth.

Há numerosas divergências, que cercam principalmente os negociadores dos países em desenvolvimento e os desenvolvidos, nos temas em discussão nas reuniões setoriais. Os negociadores passaram a noite de ontem (14) até a madrugada de hoje em busca de consenso. As reuniões foram retomadas no começo desta manhã e só serão concluídas tarde da noite de hoje.