23 pessoas morrem no Uruguai devido às baixas temperaturas

As mortes foram causadas por hipotermia e também em consequência da manipulação inadequada de equipamentos de calefação, o que gerou incêndio

Brasília – Pelo menos 23 pessoas morreram no Uruguai, nos últimos dias, vítimas da baixa temperatura no país. As autoridades informaram que as mortes foram causadas por hipotermia (diminuição excessiva da temperatura corporal) e também em consequência da manipulação inadequada de equipamentos de calefação, o que gerou incêndios.

Além das baixas temperaturas, a onda de ar polar provoca ventos intensos. A Direção Nacional de Meteorologia prevê temperaturas negativas de 4 graus Celsius (ºC) a 5°C, com ventos fortes no Sul do Uruguai.

Os bombeiros identificaram ventos a uma velocidade de 88 quilômetros por hora. As temperaturas têm ficado abaixo de zero principalmente nas madrugadas. As autoridades uruguaias decretaram alerta laranja (risco médio) em nove dos 19 departamentos (estados) do país, enquanto há possibilidade de neve e chuva de granizo.

O Ministério de Desenvolvimento Social anunciou que intensificou os esforços para designar alojamentos para os desassistidos. A Direção Nacional dos Bombeiros informou ter atendido a cerca de 500 chamadas envolvendo incêndios, 19 na região metropolitana de Montevidéu, capital do Uruguai.