14 estados querem o decreto anti-imigração de Trump

Os estados defendem que a proibição está dentro da legalidade, já que o presidente americano pode impedir que estrangeiros entrem nos EUA

Texas, Flórida e mais outros doze estados dos Estados Unidos estão pedindo a um tribunal de apelações federal, baseado em San Francisco, que restabeleça o decreto anti-imigração assinado pelo presidente americano, Donald Trump.

O decreto proíbe que viajantes de seis nações de maioria muçulmana entrem em território americano.

Em documentos judiciais submetidos ao 9º Tribunal de Apelações do Circuito dos EUA nesta segunda-feira, os estados dizem que a proibição está dentro da legalidade, já que o presidente americano pode impedir que estrangeiros entrem nos EUA.

Eles também rejeitam o argumento de que o decreto visa afetar os muçulmanos.

O 9º Circuito está considerando uma decisão de um juiz federal do Havaí, que bloqueou a proibição.