As fotos e vídeo do vulcão que acordou furioso no Chile

Calbuco despertou após 50 anos de sono profundo

São Paulo – Após um sono de quase meio século, o vulcão Calbuco, no sul do Chile, despertou furioso e gerou duas erupções em um curto espaço de tempo.

Entre a tarde de ontem e a manhã desta quinta-feira, o vucão expeliu colunas imensas de lavas e fumaças que pintaram o céu de tons alaranjados e assustaram moradores de cidades vizinhas.

Mais de cinco mil pessoas foram obrigadas a deixar suas casas. As cinzas e fumaça expelidas se estenderam por mais de 20 km e chegaram a cobrir a cidade de Puerto Varas, cerca de mil quilômetros ao sul da capital chilena, Santiago. Para se proteger da poluição do ar, residentes saíram às ruas usando máscaras. 

Segundo autoridades locais, além de prejudicarem a saúde das pessoas e dos animais, as cinzas podem danificar a produção de alimentos e impedir o tráfego nas estradas. Por conta da erupção, vários voos foram cancelados.

O país emitiu um alerta de emergência, que deixou em atenção cidades da vizinha Argentina, como Bariloche, reduto dos amantes de esporte de neve.

O Chile possui cerca de 90 vulcões ativos, e o Calbuca é considerado um dos mais perigosos. Ele é o segundo vulcão a entrar em forte eupção no sul do país desde o começo do ano. No dia 3 de março, o Villarica também causou transtornos.

Na manhã de hoje, a agência espacial americana, NASA, divulgou imagens de satélites da erupção do vulcão, que são de impressionar.

//platform.twitter.com/widgets.js