Wall Street sobe com expectativa de mais estímulos

Crescimento do PIB americano veio dentro das expectativas, em um dia de alta dos mercados

Nova York – As bolsas de valores dos Estados Unidos subiam nesta sexta-feira influenciadas por dados do crescimento econômico do país, que vieram dentro das expectativas, e com esperanças de mais estímulos por parte do Federal Reserve, banco central norte-americano, e do Banco Central Europeu (BCE).

Às 13h07 (horário de Brasília), o indicador Dow Jones subia 0,81 por cento, a 12.992 pontos, enquanto que o S&P 500 tinha valorização de 1,1 por cento, a 1.374 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq tinha ganhos de 1,27 por cento, a 2.930 pontos.

A economia do país desacelerou, como o esperado, no segundo trimestre com gastos dos consumidores no seu ritmo mais lento em um ano. O quadro foi melhor do que os piores temores dos investidores, mas ainda fraco para ter potencial para fazer o Fed injetar mais dinheiro na economia.

“Estamos no ponto em que notícias ruins são boas notícias, desde que não sejam horríveis”, disse o diretor-gerente na Rosenblatt Securities, em Nova York, Gordon Charlop. “Se há más notícias que forçam o Fed para fazer algo para estimular, é na verdade, positivo.” Os índices acionários subiram quase 2 por cento na quinta-feira, anulando muito das perdas da semana, com o presidente do BCE, Mario Draghi, dizendo que fará o que for preciso para salvar o euro.

Entre as empresas, as ações da Amazon.com subiam mais de 6 por cento depois de reportar margens de lucros melhores na quinta-feira, depois do fechamento dos mercados.

As ações do Facebook Inc, por sua vez, tombavam mais de 10 por cento após reportar uma drástica desaceleração na sua receita na quinta-feira.