Vodafone e Carrefour ajudam a parar vendas generalizadas

Ações europeias subiam, interrompendo queda acentuada de dois dias, impulsionadas pela alta dos papéis da Vodafone devido às novas negociações com a Verizon

São Paulo – As ações europeias subiam nesta quinta-feira, interrompendo uma queda acentuada de dois dias, impulsionadas pela alta dos papéis da Vodafone devido às novas negociações com a Verizon. Às 8h38 o índice FTSEurofirst 300 operava em alta de 0,53 por cento, a 1.204 pontos, depois de perder 2 por cento em dois dias.

Os resultados corporativos voltavam às mentes dos investidores, com o Carrefour subindo 4,48 por cento, após a segunda maior varejista do mundo registrar uma melhora acentuada nos resultados nos seus negócios na França.

Os investidores também estavam mais abertos a comprar, à medida que as possibilidades de um ataque iminente liderado pelo Ocidente na Síria se enfraqueciam. “O sentimento geral continua de cautela, mas o fato de a ação militar contra a Síria não parecer mais iminente está impulsionando um número de investidores a apostar em uma recuperação neste ponto”, afirmou Guillaume Dumans, da 2Bremans.

As ações da empresa de telecomunicação britânica saltaram 8,5 por cento depois de a Verizon confirmar as negociações para a compra de 45 por cento de participação da Vodafone na sua joint venture nos Estados Unidos. As notícias impulsionaram um rali no setor, com a Telecom Italia subindo 2,81 por cento, a Orange tendo alta de 2,07 por cento e a Deutsche Telekom avançando 1,36 por cento.