Vale volta ter grau de investimento pela Moody’s e ações sobem forte

A Moody’s elevou a classificação de risco da Vale de Ba1 para Baa3

São Paulo – As ações da Vale abriram o pregão em alta na manhã desta terça-feira. Os papéis da mineradora subiam 5,44%, sendo negociados na casa dos 52 reais.

A Moody’s elevou a classificação de risco da Vale de Ba1 para Baa3. Desta maneira, a mineradora voltou a ter grau de investimento pela agência de classificação de risco, um selo perdido em fevereiro de 2016. A perspectiva é estável.

De acordo com a Moody’s, a elevação do rating da Vale reflete a melhoria das métricas de crédito da empresa, diante da melhora do perfil de produção e da redução nos níveis de endividamento. A perspectiva estável, por sua vez, reflete a expectativa da manutenção destes aspectos.

A elevação da nota da Vale também incorpora o acordo assinado em 25 de junho entre a mineradora, a BHP e as autoridades brasileiras para dirimir os danos causados pelo rompimento da barragem do Fundão, da Samarco.

“Embora a Samarco e seus acionistas possam incorrer montantes superiores aos já contemplados pelas provisões, o novo acordo reduz significativamente riscos de liquidez e de métricas de crédito, quando comparados aos valores estabelecidos inicialmente”, comentou a Moody’s.