Vale sobe forte com anúncio de CEO e disparada do minério de ferro

Ontem, Fábio Schvartsman informou que a companhia irá paralisar operações equivalentes a 10% de sua produção anual de minério de ferro

São Paulo – As ações da Vale registravam forte valorização na manhã desta quarta-feira. Por volta das 13h20, os papéis subiam 8,98%, sendo negociados na casa dos 45 reais.

As ações da Bradespar, holding da mineradora, também operavam em alta 7,10%, aos 28 reais.

Ontem, o presidente da Vale, Fábio Schvartsman, informou que a companhia irá paralisar operações equivalentes a 10% de sua produção anual de minério de ferro, aproximadamente dez barragens como a que gerou uma enxurrada de lama ao se romper na sexta-feira, em Brumadinho (MG).

O processo, que reduzirá em 40 milhões de toneladas a produção anual de minério de ferro da Vale, será concluído em três anos e vai demandar um investimento de 5 bilhões de reais. A Vale disse ainda que irá absorver os 5 mil trabalhadores das barragens.  

Segundo a corretora CoinValores, a medida foi bem recebida pelo mercado já que pode ajudar na recuperação parcial da imagem da mineradora e reduzir os riscos atrelados a novos rompimentos.

Somado a isso, a redução na oferta deve influenciar positivamente a cotação do minério.

A Rico Investimentos também destacou que a decisão da Vale foi interpretada como uma redução na oferta de minério em nível global. “Com isso, o contrato futuro do minério de ferro disparou 8% na China, para o maior nível em mais de um ano.”

Em dois dias, a Vale já recuperou 16 bilhões de reais, dos 72 bilhões de reais perdidos em valor de mercado, após a queda de 24,5% das ações na segunda-feira.