Unibanco eleva estimativas de ganhos para ações da Usiminas

Com revisão no plano de investimentos da companhia, instituição aumenta para até 61% a previsão de alta para as ações

A decisão da Usiminas de aumentar em 12% seu plano de investimentos entre 2008 e 2012 levou o Unibanco a revisar para cima suas projeções para os papéis da companhia. O preço-alvo das ações preferenciais <a href="http://www.investinfo.com.br/abrilexame/Highlights.aspx?acao=USIM5"><strong>(USIM5)</strong></a> em dezembro de 2008, que era de 93 reais, subiu para 95 reais - o que representa uma valorização de 29,23% em relação ao último fechamento. Já as ações ordinárias <a href="http://www.investinfo.com.br/abrilexame/Highlights.aspx?acao=USIM3"><strong>(USIM3)</strong></a><strong>,</strong> que tinham previsão de preço-alvo de 111 reais, passaram para 114 reais. Ou seja, os papéis podem subir mais 61,24% até o final do ano.</p>

A corretora Ágora também informou que vai revisar suas estimativas, considerando o novo plano de investimentos da Usiminas. Por ora, a instituição recomenda a compra das ações preferenciais projetando valorização de 51,46%, com preço-alvo de 111,34 reais.

A Usiminas pretende investir 14,1 bilhões de dólares nos próximos quatro anos, incluindo a construção de mais uma usina siderúrgica, com capacidade de produzir 5 milhões de placas de aço por ano. Esse projeto vai substituir o anterior, que era de expandir a usina de Ipatinga em 3,2 milhões de toneladas por ano. Além disso, a companhia vai construir uma planta de pelotização, com capacidade de produzir aproximadamente 7 milhões de toneladas de pelotas por ano.

A estratégia da Usiminas, na avaliação da corretora Fator, é semelhante à da CSN – investir em mineração e aumentar a capacidade de produção no Brasil para atender a demanda no exterior.  

Às 12h35 as ações preferenciais da companhia eram cotadas a 74,30 reais, em alta de 1,07%. Os papéis ordinários registravam valorização de 1,13%, negociados a 71,50 reais.