UE denuncia ‘grave incidente’ após erro da S&P sobre França

A agência de classificação divulgou por engano uma mensagem anunciando a diminuição da nota da dívida do país, que até agora possui o triplo A

Bruxelas – O comissário europeu responsável pelos serviços financeiros, Michel Barnier, classificou nesta sexta-feira de “grave incidente” a divulgação errônea pela agência de classificação Standard & Poor’s de uma mensagem anunciando a diminuição da nota da dívida da França.

“Este incidente é grave e demonstra que, na atual situação extremamente volátil e tensa dos mercados, os atores destes mercados devem dar provas de rigor e de um alto senso de responsabilidade”, indicou em uma declaração.

“É ainda mais importante quando se trata (…) de uma das três grandes agências de classificação, que, por esta razão, tem uma responsabilidade particular”, acrescentou.

Corresponderá à autoridade europeia de vigilância de agências de classificação (ESMA), em coordenação com a Autoridade dos Mercados da França (AMF), “avaliar” o caso e “extrair as consequências”, disse Barnier.

A Standard and Poor’s (SP) reconheceu na quinta-feira em um comunicado que havia difundido por erro a alguns de seus assinantes uma “mensagem” que anunciava a degradação da nota da França, que até agora possui o triplo A, a maior.

“Devido a um erro técnico, foi divulgada automaticamente uma mensagem a alguns assinantes ao portal da S&P Global Crédit indicando que a nota de crédito da França havia mudado”, indica o comunicado da agência.

“Não é o caso: a nota da República francesa segue sem mudanças em AAA, com perspectiva estável, e este incidente não está ligado a nenhuma atividade de vigilância da nota”, acrescentou a agência.