Tupy chama bancos para liderar um “re-IPO” de R$ 1 bilhão

A Tupy, sediada em Joinville, Santa Catarina, tem um valor de mercado de R$ 2,73 bilhões com 4 milhões de ações em circulação no mercado

São Paulo – A Tupy SA, a maior empresa de fundição da América Latina, está em busca de bancos de investimento para liderar uma nova oferta pública de ações de R$ 1 bilhão, de acordo com três pessoas com conhecimento direto do assunto.

A empresa, que fez sua oferta pública inicial de ações em 2002, vai tentar o chamado “re-IPO” no próximo ano, para aumentar a quantidade de ações no mercado e tentar puxar para cima o seu volume de negócios na bolsa, disseram as pessoas, que pediram para não ser identificadas, pois as discussões são privadas.

O valor diário de negócios da Tupy chegou a R$ 3.160 com apenas 100 ações negociadas em 9 de fevereiro deste ano. A média diária de negócios até agora neste ano é de R$ 483.000 por dia, de acordo com informações compiladas pela Bloomberg. Esse total pode ser comparado a uma média diária de negócios de US$ 9,5 milhões da Kurimoto Ltd., uma fundição sediada em Tóquio e que tem menos da metade do valor de mercado da Tupy.


A Tupy, sediada em Joinville, Santa Catarina, tem um valor de mercado de R$ 2,73 bilhões com 4 milhões de ações em circulação no mercado, em relação ao total de 56,8 milhões. O preço de sua ação fechou hoje em R$ 47,85, uma alta de 2,5 por cento, o que eleva a valorização no ano para 72 por cento.

Como a liquidez das ações da Tupy é tão baixa, a empresa quer fazer um “re-IPO” para ser reapresentada aos investidores. Nesse tipo de oferta, o preço de mercado das ações não é uma referência tão determinante.

Maiores investidores

Os controladores da Tupy são a Previ, fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil, e a BNDES Participações SA, o braço de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, de acordo com dados compilados pela Bloomberg. A Previ e o BNDEStêm participação de quase cerca de 36 por cento cada na empresa.

A Tupy tem duas plantas no Brasil, uma em Joinville, com capacidade de 445.000 toneladas por ano, e outra em Mauá, na grande São Paulo, com capacidade de 95.000 toneladas por ano. A companhia tem 9.000 funcionários.

Neste ano, a Tupy concluiu a aquisição de duas fábricas processadoras de metal nas cidades mexicanas de Saltillo e de Ramos Arizpe do Grupo Industrial Saltillo por US$ 439 milhões, de acordo com a empresa.

A Tupy não quis comentar sobre a oferta de ações, de acordo com um e-mail da assessoria de imprensa.