Triunfo ganha R$ 90 mi em um só dia após se livrar de empresa

Investidores se animaram com a possibilidade de a Triunfo conseguir, enfim, colocar as contas em ordem

São Paulo — A Triunfo Participações ganhou quase 90 milhões de reais em valor de mercado em um único dia, depois da empresa confirmar a venda de sua participação no terminal portuário Portonave, que fica em Santa Catarina. O valor total da transação foi de 1,3 bilhão de reais.

Na última segunda-feira, a empresa valia 506 milhões de reais na bolsa brasileira. Ontem, terminou o dia com o valor de mercado na casa dos 593 milhões de reais, segundo cálculos da Economatica.

Os investidores se animaram com a possibilidade de a Triunfo conseguir, enfim, colocar as contas em ordem. A empresa, que teve origem nos anos 70, nasceu como uma construtora, ganhou uma subsidiária de concessões e cresceu com os planos do governo de PT e o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Mas as oportunidades começaram a diminuir e a empresa se viu em meio à dívidas bilionárias e um baixo volume de geração de caixa.

Sem muitos bancos dispostos a encarar o risco e emprestar dinheiro, o jeito foi aceitar, no final de novembro passado, uma proposta do fundo americano Farallon. As condições não eram as melhores. A Triunfo pagaria 14% ao ano em juros, e a dívida seria em dólares — é o dobro do que grupos saudáveis pagam no mercado externo, como mostra uma reportagem da revista EXAME, de janeiro deste ano

De acordo com credores e investidores ouvidos para a mesma reportagem, a Triunfo começou 2017 com uma necessidade de caixa de, ao menos, 1,9 bilhão de reais. A dívida bruta da companhia terminou o primeiro trimestre na casa dos 3,8 bilhões de reais, sendo que a maior parte dela tem vencimento no curto prazo.  A venda do Portonave pode ajudar a resolver parte desse problema.