Tóquio sobe 0,9% com acordo sobre incentivos nos EUA

Por Hélio Barboza

Tóquio – A Bolsa de Tóquio fechou em alta, com o setor exportador beneficiado por uma desvalorização do iene e com o mercado em geral estimulado pelo acordo fechado nos EUA para estender cortes de impostos concedidos no período do governo Bush. O índice Nikkei 225 avançou 91,23 pontos, ou 0,9%, e fechou aos 10.232,33 pontos.

No início do pregão, o otimismo dos investidores com a desvalorização do iene foi amenizado pelos números fracos sobre as encomendas de maquinário em outubro no Japão, mostrando uma queda acima da esperada de 1,4% em relação a setembro. O analista Yutaka Miura, da Mizuho Securities, observou também alguns sinais de superaquecimento técnico entre as ações.

O mercado futuro sofreu alguma baixa no final da manhã, depois que uma reportagem do jornal “Kukmin Daily” noticiou que a Coreia do Norte havia disparado alguns mísseis no Mar Ocidental, próximo à sua fronteira com a Coreia do Sul.

Mas o otimismo voltou depois do meio-dia com o acordo preliminar alcançado nos EUA para estender os benefícios fiscais da era Bush. “Essas medidas ajudarão a estimular significativamente a economia dos EUA”, disse o estrategista da Okasan Securities, Hideyuki Ishiguro. Num relatório aos clientes, o analista da Daiwa Securities Capital Markets escreveu que a extensão dos benefícios, embora já estivesse considerada no preço das ações, deverá ser um bom sinalizador para as bolsas, incluindo a do Japão. As informações são da Dow Jones