Tóquio fecha em queda com nervosismo sobre o Chipre

O volume de negócios foi robusto, totalizando pouco menos de 3 bilhões de ações e cerca de 2,1 trilhões de ienes em valor

Tóquio – As ações da Bolsa de Tóquio fecharam em terreno negativo nesta terça-feira, uma vez que o nervosismo sobre o resgate do Chipre manteve o iene firme contra outras moedas, resultando em uma realização de lucros de exportadores como a Tokyo Electron e a Bridgestone.

O índice Nikkei caiu 0,6%, para 12.471,62 pontos, após o ganho de 1,7% na sessão anterior.

O volume de negócios foi robusto, totalizando pouco menos de 3 bilhões de ações e cerca de 2,1 trilhões de ienes em valor.

O índice Nikkei abriu em queda, tendo em vista que as bolsas no exterior caíram e o iene manteve sua posição em relação ao dólar e ao euro após comentários do chefe do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem.

A autoridade disse que os investidores – incluindo os depositantes – poderiam ser usados no programa de resgate do Chipre.

“É uma negativa adicional que planta as sementes da dúvida na mente dos investidores da Europa e pode agir como uma âncora que prejudica o crescimento econômico regional”, disse Nicholas Smith, analista de ações da CLSA.

“O Chipre é um caso especial de resgate, e a reação dos mercados é um pouco exagerado, mas, no final, o investidor aproveitou a oportunidade para realizar lucros”, disse Kenichi Hirano, analista da Tachibana Securities.

A Fast Retailing liderou os pesos-pesados com uma queda de 1,8%, ao mesmo tempo em que as empresas de tecnologia e industriais exportadores aumentaram a lista das piores performances da sessão.


A Tokyo Electron perdeu 2,1% e a Bridgestone recuou 2,2%. Ainda em terreno negativo a Kyocera perdeu 2,1% e a Nikon cedeu 1,9%.

Além do Chipre, os investidores estão de olho na próxima reunião de política monetária do Banco do Japão (BoJ , na sigla em inglês), que deve ocorrer nos dias 3 e 4 de Abril.

Por isso, algumas ações sensíveis a mudanças de política monetária apresentaram um desempenho melhor no pregão desta terça-feira, especialmente os papeis de empresas do setor imobiliário.

A Sumitomo Realty & Development ganhou 0,3%, enquanto a Mitsui Fudosan perdeu apenas 0,2%.

Um movimento de fuga para ativos seguros também beneficiou ações defensivas. A Astellas Pharma ganhou 1,4% e a Chugoku Electric Power avançou 3,2%.

O Softbank também fechou em alta, com avanço de 2,4%. O banco se beneficiou do anúncio feito na segunda-feira de que fará uma oferta pública em abril para aumentar sua participação na Online Entertainment GungHo, transformando-a em uma subsidiária. As ações da GungHo perderam 4,6%.

Entre os motores individuais, a Nippon Electric Glass ganhou 3,5% depois de revisar para cima sua projeção para o quarto trimestre.

A NEC Mobiling fechou em seu limite diário de alta com uma alta de 15%, após uma notícia da Reuters de que controladora NEC está analisando a sua venda, talvez logo no final do mês.

A NEC Mobiling deverá render entre 70 bilhões de ienes e 80 bilhões de ienes. As ações da NEC avançaram 4,1%. As informações são da Dow Jones.