Tóquio fecha em alta após recordes em Wall Street

A alta desta sexta-feira ajudou o índice Nikkei a atingir sua quinta alta semanal seguida, levando as ações em Tóquio para perto de um novo "Bull Market" ou "território de alta"

Tóquio – As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em alta modesta nesta sexta-feira com os investidores estimulados por um dólar firme ante o iene, confiança do Banco do Japão (na sigla em inglês) na recuperação econômica do Japão e fechamento em níveis recordes em Wall Street.

Por outro lado, a onda de vendas da Fast Retailing, em reação a resultados trimestrais decepcionantes, limitou o rali.

Ainda assim, a alta de sexta-feira ajudou o índice Nikkei a subir 1,4% e atingir sua quinta alta semanal seguida, levando as ações em Tóquio para perto de um novo “Bull Market” ou “território de alta”, após uma queda acentuada que começou no final de maio.

O índice Nikkei subiu 33,67 pontos, ou 0,2%, para 14.506,25 pontos, após alta de 0,4% na sessão anterior. O índice já avançou 16% desde após a queda de 23 de maio que o levou tecnicamente a um território de baixa. O Nikkei está agora a apenas 429 pontos de entrar em um território de alta.

Os níveis de participação foram modestos, e em linha com reduzidos níveis recentes. O volume de negócios totalizou 2,7 bilhões de ações no valor de cerca 2,3 trilhões de ienes.

O dólar se estabilizou e subia a 99,03 ienes por volta do horário de fechamento do pregão, em comparação com 98,70 ienes no dia anterior.

Os mercados continuaram a digerir os comentários de quarta-feira feitos pelo presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, sobre a manutenção do atual programa de flexibilização monetária do banco central dos EUA.


Entusiasmo geral para as ações – especialmente por causa dos fechamentos em níveis recordes tanto no índice Dow Jones quanto no S&P 500 – juntamente com a elevação da avaliação do BoJ sobre a economia ajudaram a impulsionar o mercado, de acordo com o gerente geral de ações Hiroichi Nishi, do SMBC Nikko Securities.

Ele acrescentou que o vencimento das opções do Nikkei para julho foi algo positivo também, pois as vendas recentes não haviam deixado o mercado à vista fechar acima do nível de 14.500 nas últimas sessões.

Por outro lado, a Fast Retailing, o componente mais pesado do Nikkei e operador da rede Uniqlo, caiu 5,8% em reação a resultados corporativos. A empresa informou que seu lucro operacional no trimestre encerrado em maio caiu 0,7%, para 27,3 bilhões de ienes, no ano, ficando abaixo das expectativas de muitos analistas.

A empresa também anunciou a abertura de 10 novas lojas nos EUA no outono deste ano, com outras 10 até agosto do próximo ano. Fonte: Dow Jones Newswires.