Tóquio cai com temores sobre sanções e plano para o BES

O índice Nikkei perdeu 0.3%, aos 15.474,50 pontos, seguindo a queda registrada na sexta-feira de 0,6%

Tóquio – A bolsa de Tokyo fechou em baixa nesta segunda-feira, mantendo a cautela dos mercados com as incertezas na Europa.

Desde a abertura, pesaram as preocupações com as sanções dos Estados Unidos e da União Europeia contra a Rússia e os possíveis efeitos do endurecimento diplomático contra Putin no crescimento da economia do Euro.

O índice Nikkei perdeu 0.3%, aos 15.474,50 pontos, seguindo a queda registrada na sexta-feira de 0,6%.

A crise do Banco Espírito Santo também gerou cautela dos investidores. O Banco Central português divulgou no domingo um plano para recuperar a instituição, incluindo injeção de recursos estatais e separação dos ativos em grupos empresariais distintos.

“O risco europeu está impactando o mercado“, disse o analisa chefe do Chibagin Asset Management, Yoshihiro Okumura.

As preocupações com o mercado europeu vem em um momento sensível. Os Estados Unidos mostraram uma geração de empregos robusta no mês passado, mas os resquícios da crise financeira ainda permanecem na economia.

O Federal Reserve, no entanto, continua a se mostrar disposto a retirar as medidas de estímulo monetário nos próximos meses.

O iene mais valorizado também pesou na bolsa japonesa, que enfrentou um movimento de correção. O relatório de emprego dos EUA na última sexta-feira havia pressionado os treasuries e o dólar contra a moeda japonesa.

Entre as principais companhias, a Suzuki Motors caiu 1,9%, após divulgar um crescimento de 39% no lucro líquido no segundo trimestre. De acordo com o analista do Chibagin, no entanto, os resultados foram bons, mas já estavam precificados.

Analistas afirmam ainda que uma redução das preocupações com o resultado das companhias japonesas devem dar suporte às ações durante as próximas sessões.

Fonte: Dow Jones Newswires.