Tóquio cai 1,2% com pessimismo sobre euro

Tóquio – A Bolsa de Tóquio apresentou queda nesta sexta-feira. O pessimismo sobre a capacidade do euro se recuperar em relação ao iene provocou a expansão das vendas entre as ações expostas à zona do euro, tais como os termômetros Canon e Sony.

O Nikkei caiu 98,36 pontos, ou 1,2%, e terminou aos 8.390,35 pontos. Na primeira semana do ano, com apenas três pregões, o índice acumulou perda de 0,8%. O volume de negociações retornou ao normal, com 1,54 bilhão de ações, o maior desde 15 de dezembro. O mercado estará fechado na segunda-feira por ser feriado.

Com o euro batendo novamente um recorde de baixa de 11 anos frente ao iene, os investidores não estavam dispostos a assumir riscos antes do fim de semana prolongado no Japão e dos próximos leilões de títulos da Europa, disse Toshiyuki Kanayama, analista de mercado da Monex. Hiroaki Osakabe, diretor de fundos da Chibagin Asset Management, acrescentou que os investidores estão também de olho vivo nos dados do payroll dos Estados Unidos, a serem divulgados mais tarde.

Ações com exposição ao euro ficaram sob pressão de venda constante ao longo de toda a sessão. Canon fechou em queda de 0,7%, enquanto Nikon caiu 1% e Sony perdeu 2%.

Entre os papéis com desempenho positivo, Fast Retailing adicionou 0,4%, após anunciar forte aumento nas vendas em dezembro. JVC Kenwood disparou 9,2%, depois que a Panasonic, sua principal acionista, informou que vai vender quase todas as ações da empresa no mercado aberto. As informações são da Dow Jones.