TAM segue Gol e recomprará ações

Com seus papéis cotados pela metade do valor de 2006, companhia aérea decide recolher 4 milhões de ações

Dois dias após a Gol anunciar seu plano de recompra de 5 milhões de ações, a TAM segue o exemplo da concorrente e decide recomprar 4 milhões de ações preferenciais – o equivalente a 5,6% das 71,9 milhões de ações  em circulação. Em comunicado, a companhia aérea informa que realizará a operação nos próximos 365 dias, pagando pelos papéis preço de mercado.

Nesta quarta-feira (30/1), as ações da empresa fecharam cotadas a 37,25 reais na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Considerando este valor, a aquisição dos papéis custaria à TAM 149 milhões de reais.

Para a Prosper Corretora, a decisão é positiva, “reforçando a confiança da empresa em sua operação e na perspectiva que o cenário atual adverso do setor de aviação seja passageiro, mesmo sinal emitido pela Gol”.  Com a crise no setor aéreo, os papéis da TAM chegaram a perder metade de seu valor. Em outubro de 2006, as ações preferenciais da companhia eram negociadas a 75 reais. Na semana passada, no entanto, os papéis atingiram o menor nível dos últimos meses, caindo a 32,90 reais.

As ações recompradas ficarão em tesouraria para, posteriormente, serem canceladas ou recolocadas no mercado. Às 12h32, as ações preferenciais da TAM eram cotadas a 36,90 reais na Bovespa, desvalorizadas em 0,93%.