Taesa levanta R$ 1,76 bi em IPO com unit a R$65

O preço ficou dentro da faixa estimada no prospecto da operação, de 60 a 70 reais por unit

São Paulo – A Taesa, empresa do segmento de transmissão de energia da Cemig, levantou 1,755 bilhão de reais na oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês), com a unit precificada em 65 reais, segundo informações disponíveis no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), nesta quinta-feira.

A demanda ficou 4,3 vezes acima da oferta, segundo informou o IFR, um serviço da Thomson Reuters.

O preço ficou dentro da faixa estimada no prospecto da operação, de 60 a 70 reais por unit.

A operação da Taesa envolve 27 milhões de novas units.

O interesse dos investidores na operação da Taesa ocorre no mesmo dia em que a divisão de bioenergia da multinacional francesa do agronegócio Louis Dreyfus, a Biosev, anunciou sua decisão em suspender o IPO por tempo indeterminado. .

A Taesa irá usar os recursos captados para financiar aquisições de ativos de transmissão existentes, participação em leilões e reforços de linhas de transmissão existentes.

Parte dos recursos líquidos obtidos poderão ser destinados ao pagamento à Cemig e à Cemig GT pela transferência para a Taesa da totalidade de suas participações acionárias em ativos de transmissão do Grupo TBE, segundo informações no prospecto preliminar da oferta. A Taesa anunciou em maio o desembolso de 1,732 bilhão de reais por essas participações.

As novas units da Taesa começam a ser negociadas na BM&FBOVESPA na segunda-feira, 23 de julho.

A oferta foi coordenada por BTG Pactual, Bank of America Merrill Lynch, Goldman Sachs, Santander e Banco do Brasil.